segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

ABMRN se reúne com o Comandante Geral do CBMRN para tratar do CFS.


Reuniram-se na tarde desta segunda-feira 25 de janeiro, com o Comandante Geral do CBMRN – Cel Monteiro Jr, em atendimento a solicitação de audiência formalizada pela ABMRN para tratar de assuntos afetos ao Curso de Formação de Sargentos em andamento no CSFA desde o dia 4 de novembro, o presidente da ABMRN – Sgt Maribondo,
 o Deputado Estadual ST Eliabe e o advogado da ABMRN, Dr. Samuel Vilar de Oliveira.

Depois dos relatos do Comandante sobre uma reunião ocorrida com os alunos sargentos, pela manhã no CSFA e as considerações de todos os presentes, com destaque a necessidade de que os cursos necessários à ascensão funcional devem ser voltados, de fato, à qualificação profissional, levando em consideração a atipicidade do momento que vivemos em todo o mundo, chegou-se ao entendimento acerca da necessidade de: 

Revisão das previsões regulamentares que tratam do limite de faltas abonáveis no CFS frente à pandemia;  

De cumprir as disciplinas teóricas que restam para a conclusão do Curso na modalidade Ensino à Distância – EaD

De realizar a testagem do COVID dos alunos sargentos enquanto medida preventiva;

A garantia que os parâmetros a serem aplicados à prova do Treinamento Físico Militar, disciplina regular do Curso de Formação de Sargentos, serão respeitados conforme o plano de curso


.

O Comandante trouxe o resultado de conversa que teve com os alunos sargentos que somados as informações trazidas pela ABMRN, pelo Dr. Samuel Oliveira e pelo Deputado ST Eliabe – que fez uma visita ao CSFA na última sexta-feira, resultou nos encaminhamentos citados, de imediato e da apresentação, por parte da ABMRN, de proposta de realização do CFS por módulos (nas disciplinas práticas) e de Ensino à Distância – EaD, para as disciplinas teóricas sendo, a adoção da modalidade EaD o primeiro legado permanente, já para a próxima turma de Sargentos.

O Dep. ST Eliabe aproveitou a oportunidade para comunicar ao Cel. Monteiro Jr. a destinação de R$ 35mil de emenda ao orçamento para o exercício 2021, destinados ao Bombeiro Mirim e da disponibilidade do mandato para as demandas legislativas do CBMRN e da ABMRN dentre elas a ampliação do QOA e atualização da lei de acesso ao CHO.

Importante acompanhar a efetivação das medidas anunciadas para que estas se concretizem de fato enquanto soluções para os problemas que motivaram as conversas.

ABMRN

21 anos de lutas e conquistas.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

ENQUANTO O GOVERNO TRABALHA NA LUTA CONTRA O COVID-19, O CORPO DE BOMBEIROS TRABALHA CONTRA A SAÚDE DE SEU EFETIVO

Estamos todos acompanhando de perto as medidas de prevenção ao COVID-19 adotadas e protagonizadas pelo Governo do Estado. Os profissionais da segurança pública têm, ombreados a toda à sociedade potiguar, empreendido todos os esforços para garantirem o cumprimento das normas de prevenção à Pandemia e continuarem a proteger o cidadão norterriograndense.

No sentido de proporcionar a segurança aos Bombeiros do RN que ora se encontram  no Curso de Formação de Sargentos – CFS, necessário para a habilitação à promoção, a Associação dos Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte – ABMRN, protocolou expediente solicitando ao Comandante Geral do Corpo de Bombeiros que as disciplinas teóricas fossem ministradas na modalidade “Ensino à Distância” e que as aulas presenciais ocorressem somente nas disciplinas operacionais.

Na contramão de tudo o que vem acontecendo no RN e no mundo, o CBMRN resolveu fazer o CFS 100% presencial e quase que dobrou a carga horária e os dias letivos se comparado as turmas anteriores, aumentando o tempo de aglomeração

Não bastasse esse absurdo, o Comando da Escola decidiu por não liberar os alunos para se isolarem, caso fossem contaminados por COVID-19, alegando que seriam reprovados com o afastamento, o que dificultou ainda mais protocolos de segurança dentro do Curso de Formação de Sargentos do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte.

Houve já dois casos confirmados de COVID-19 de instrutores e militares administrativos dentro do centro de formação. Inclusive o Comandante Geral do CBMRN testou positivo para COVID-19 e cumpriu sua convalescença em casa, sendo aos alunos negado o direito até de adoecerem.

Não é raro instruções em que os alunos são empilhados um em cima do outro em ambientes confinados, desrespeitando os Decretos Governamentais , expondo Bombeiros com mais de 10 anos de serviço a riscos desnecessários, desconsiderando as mais de 3 mil mortes por COVID-19 no Rio Grande do Norte e negando  princípios básicos da atividade Bombeiro Militar, prevenção e defesa da vida.

Não acreditamos que seja essa a política pública de valorização da segurança que o Governo do Estado dá publicidade em todos os meios oficiais de comunicação.

ABMRN – 21 anos de lutas e conquistas.

quinta-feira, 7 de maio de 2020

NOTA CONJUNTA


Os Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte estão na linha de frente no combate ao CORONA VÍRUS. Os militares continuam cumprindo seu dever de proteger, servir, socorrer e salvar pessoas e bens. Trabalhamos diuturnamente na guerra contra a violência e agora para a preservação da saúde do cidadão potiguar. 

Diante da intensificação dos trabalhos e do risco de contaminação destes profissionais (já são vários os casos de militares infectados) o mínimo que se espera é ter as condições adequadas para o bom desenvolvimento dos trabalhos. Lamentavelmente não é o que está acontecendo no RN. Temos casos de policiais que, durante o serviço, não tem sequer acesso à água. Precisamos, como todos àqueles que estão na linha de frente, de Equipamentos de Proteção Individual (EPI's), de uma rotina de desinfecção das viaturas, das instalações e dos equipamentos. Não bastassem vários riscos inerentes à atividade de segurança pública a que os militares estão expostos rotineiramente, acrescenta-se agora o risco real à saúde do militar.

Temos clareza dos riscos e a consciência da importância do nosso trabalho. Temos o compromisso assumido solenemente de proteger, servir, socorrer e salvar “mesmo com o risco da própria vida”. Precisamos, para bem cumprirmos nosso dever, que o Governo do Estado reconheça de fato a importância e o valor dos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte.

O fornecimento de Equipamentos de Proteção (EPI’s), de alimentação, de água são obrigações elementares que raramente o Estado consegue cumprir. O mínimo que se espera é que os direitos estabelecidos em LEI sejam integralmente cumpridos. A Pandemia é o maior de todos os inimigos que esta geração se vê obrigada a enfrentar mas não pode, sob nenhuma hipótese, servir de escudo para o descumprimento da LEI e a implementação de direitos consolidados. 

Centenas de Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte, promovidos em AGOSTO e DEZEMBRO de 2019, bem antes da crise sanitária se instalar em nosso Estado, aguardam paciente e quase que incredulamente, que seus salários sejam regularizados. 

Vejam, promoções ocorridas em 2019, muito antes do surgimento do primeiro caso de COVID-19 no mundo, não foram consolidadas com a atualização do salário e o Governo do Estado usa a crise sanitária para silenciar e empurrar a solução do problema para sabe-se lá quando.

Não estamos pleiteando nenhum absurdo. Não estamos discutindo as distorções entre as carreiras de segurança pública. Pleiteamos que se cumpra o MÍNIMO esperado. Estamos na linha de frente em mais uma guerra que a população do Rio Grande do Norte está enfrentando. Entendemos como razoável que o Governo do Estado cumpra com o MÍNIMO para quem está fazendo o MÁXIMO.

ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS DE POLICIAIS MILITARES E BOMBEIROS MILITARES DO RIO GRANDE DO NORTE

sábado, 23 de novembro de 2019

Bagacelona campeão da 2ª Copa LOB JÁ!


Após 19 jogos, 33 gols, 54 cartões amarelos, 6 cartões vermelhos e 1 WO com cerca de 120 Associados envolvidos o Bagacelona, time originalmente formado pelos Bombeiros da Seção Independente de Defesa Ambiental - SIDAM e hoje com pessoal de 4 unidades do CBM, sagrou-se campeão do 3º Campeonato de Futebol Society promovido pela ABMRN, a 2ª Copa LOB JÁ.

Desde 2008 que a ABMRN investe em eventos esportivos como forma de confraternização e mobilização de seus associados. Foram realizados torneios de futebol de salão (torneio da emancipação) e de futebol society até o ano de 2017 quando foi realizado o I Campeonato de Futebol Society, a Copa João Cândido. A ideia foi bem aceita e repetida em 2018 e 2019 com as duas edições da Copa LOB JÁ.

Seis times participaram da 2ª Copa LOB JÁ: Estrelas, Ureia Seca, CFP, SAT, Sucata e Bagacelona. Reuniu Bombeiros de quase todas as unidades da região metropolitana e alcançou o objetivo de confraternização e de proporcionar a integração entre os militares das diferentes unidades do CBMRN além de servir como as boas vindas aos Soldados da turma 2018 em um ambiente fora do quartel e da rotina de serviço.

O desafio é levar atividades similares aos Associados que trabalham nas unidades de Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros. Tarefa um tanto difícil, mas possível com o engajamento e interesse dos efetivos de cada Unidade.

A premiação será entregue no domingo, 24 de novembro, em Assembleia Geral Ordinária alusiva aos 20 anos de fundação da ABMRN, a se realizar em primeira chamada a partir das 12 horas, no Clube Tiradentes.

Resultado final da 2ª Copa LOB JÁ:

 Campeão: Bagacelona
2º Colocado: CFP
3º Colocado: SAT
Artilheiro: Jason – Bagacelona (5 gols)
Goleiro menos vazado: Daniel – CFP (0 gol)

ABMRN – 20 anos de lutas e conquistas.


Bagacelona

CFP

SAT


Sucata

Estrelas
Ureia Seca

sexta-feira, 25 de outubro de 2019

Assembleia Legislativa aprova Projeto de Lei Complementar de reestruturação das carreiras de Policiais Militares e Bombeiros Militares

A Assembleia Legislativa aprovou na tarde desta quinta-feira, 24 de outubro, a reestruturação das carreiras dos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte. 

O projeto, mesmo sem o pedido de regime de urgência, tramitou rapidamente na Assembleia. Passou pelas Comissões Permanentes da Câmara em uma semana, foi lido na terça-feira 22 e votado no plenário na tarde do dia 24 de outubro.

A Lei foi aprovada com uma emenda proposta pelo Deputado Sandro Pimentel e retorna para o Governo do Estado que para que a lei seja sancionada. “A expectativa é que a Lei seja sancionada ainda em Novembro para e as alterações nos parâmetros aplicados às promoções surtam os efeitos já para as promoções de dezembro”, afirma Rodrigo Maribondo, Presidente da ABMRN.

Além da reestruturação da carreira, foi aprovada a majoração do subsídio em 23% divididos em 6 parcelas a partir de março de 2020.