sexta-feira, 22 de junho de 2018

Conhecendo o Estatuto. QUAIS OS DIREITOS DOS SÓCIOS?

Além dos benefícios proporcionados pelos convênios e pela representatividade da Associação de Bombeiros do RN (ABMRN), os sócios têm uma série de direitos, elencados no art. 11 do Estatuto da entidade. 

Estando em dia e sendo sócio há pelo menos seis meses, o associado pode participar das votações, seja votando ou sendo votado, pode participar das assembleias gerais e pode propor admissão de novos integrantes. 

Ao sócio, é permitida ainda a convocação da assembleia geral, desde que subscrita por 1/5 dos associados, além de gozar de todos os benefícios proporcionados pela entidade representativa, como participar de eventos, ter descontos em estabelecimentos comerciais ou acesso a áreas de lazer em todo o Estado.

Para conhecer mais clique AQUI

A série “Conhecendo um Estatuto” é uma iniciativa da Diretoria da ABM, por meio de sua Assessoria de Comunicação, e tem a finalidade de divulgar semanalmente assuntos referentes ao documento que constitui a associação. 

Acompanhe as postagens pelo blog ou por nossas redes sociais. 



Twitter: @assc_bombeiros


quinta-feira, 21 de junho de 2018

Nota sobre recomendação do MPRN para cancelamento de concurso para Bombeiros

O Ministério Público do Rio Grande do Norte recomendou a republicação do edital para Praça Bombeiro Militar, publicada este ano. 

Para a Promotoria, as normas do certame devem se adaptar à nova realidade legislativa. Atualmente, o cargo cujas vagas estão sendo ofertadas devem ser preenchidas por candidatos com nível superior. 

O problema é que a exigência da graduação só veio depois que o edital foi publicado. A Lei n. 603/20118, que alterou o Estatuto e previu nível superior para Praças só passou a valer depois do lançamento do concurso.

Embora respeito a posição do MPRN, a Associação de Bombeiros do RN não considera razoável a nova publicação do edital, tendo em vista que, quando publicado o documento, estava vigente o Estatuto de 1976. 

Em nome da segurança jurídica, portanto, deve ser mantido o atual concurso nos moldes propostos, de modo a não prejudicar nenhum candidato. Não se pode considerar proporcional que, após cumpridas quase todas as etapas do concurso, após a frustração de não serem convocados tempestivamente ao Curso de Formação de Praças, ainda corram o risco de terem todo o processo seletivo cancelado. 

É diferente do caso do concurso para Policial Militar, porque as novas regras tinham sido publicadas antes do edital, naquele caso. Por isso, nada mais justo que oportunamente fossem mudadas as regras do concurso para Praças PMRN, para atender a lei vigente. Situação, portanto, distinta do edital para o concurso dos Bombeiros Militares.

Por tudo isso, a ABMRN se posiciona contrária à recomendação do Ministério Público e espera que o curso de formação de Praças Bombeiros Militares seja normalmente realizado ainda neste ano, considerando o tempo de 10 meses para a formação.

Assecom ABMRN


ABMRN participa de ato conjunto com o Fórum de Servidores do RN

A Associação de Bombeiros do RN (AMBRN) esteve, nesta quarta-feira (20), juntamente ao Fórum de Servidores, em frente à Governadoria, para tratar do décimo terceiro salário. 

Inciado às 9h, o ato terminou por volta das 14h. A participação dos servidores militares foi limitada mas firme. Os poucos que compareceram ficaram na manifestação até o final.

O Governo do Estado decidiu por não receber as categorias em Fórum. Informou que que as categorias devem realizar encontros oficiais separadamente. De sua parte, as diretorias dos sindicatos e das associações vão se reunir nesta segunda-feira (25), com o propósito de traçar estratégias para aumentar a mobilização.

Além disso, as associações estão viabilizando uma reunião com o Governo.

Assessoria de Comunicação ABMRN.

(Foto: Assecom)

segunda-feira, 18 de junho de 2018

O RN passou do fundo do poço, e está cavando, diz Dalchem

Em entrevista concedida à jornalista Tatiana Linhares, do Potiguar Notícias, o presidente da Associação dos Bombeiros do RN (ABMRN), Dalchem Viana, falou de números alarmantes relacionados à criminalidade do Estado.

Por exemplo: para o bandido que livrar o flagrante, as chances de ele escapar de sua autoria ser reconhecida são de 97%, tendo em vista que apenas 3% dos casos são solucionados. No que diz respeito a crimes contra o patrimônio, os números são ainda mais alarmantes: apenas 1%.

“Se a sociedade soubesse dos números, seria um caos”, falou Dalchem, para quem essa situação não pode perdurar. “O Estado passou do fundo do poço, a gente está cavando. Então, qualquer coisa deve ser tentada”, alertou. 

Para o presidente, um ponto principal é a valorização do profissional da Segurança Pública, que tem diversas aberrações, muito além do número insuficiente de efetivos.

Confira AQUI.

Assecom ABMRN

(Reprodução Potiguar Notícias)

sexta-feira, 15 de junho de 2018

ABMRN participa de debate sobre Segurança Pública em Mossoró

O presidente da Associação de Bombeiros do RN (ABMRN), Dalchem Viana, vai participar do II Fórum de Segurança Pública de Mossoró. 

Marcado para ocorrer entre os dias 4 e 5 de julho, das 18h às 21h, na sede da Subseção Mossoró da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Mossoró) o evento tem como foco a interdisciplinaridade na garantia da cidadania e direitos humanos. 

Dalchem vai debater sobre o tema “A política de Segurança Pública: estratégias de ações e desafios na implantação de políticas públicas”. Além do presidente da ABMRN, diversas outras autoridades do Estado vão estar presentes. 

O Fórum é organizado pela comissão de formatura dos alunos do 9º período do curso de Direito da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN).



quinta-feira, 14 de junho de 2018

Às vésperas de manifestação, Fórum e Segurança se reúne com Governo

O Fórum de Segurança Pública do RN (FOSEG-RN) se reuniu, na quarta-feira (13), com representantes do Governo para tratar de medidas de combate a crimes praticados contra agentes de Segurança Pública.

Os Comandantes e a titular da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED), Sheila Freitas, embora tenha marcado o encontro, não compareceram. Foram todos a Brasília.

Foram debatidos os procedimentos operacionais padrão no combate a esse tipo de crime, nos seus cinco eixos: local de crime, cerco policial, investigação, integração de inteligências e o pós-crime (apoio à família, celeridade em relação ao recebimento da pensão, etc.). Ainda assim, o resultado prático da reunião foi limitado.

Nesta quinta-feira (14), os militares vão fazer uma grande manifestação contra o descaso por que vem passado o setor.

Assecom Associações de Praças do RN


(Fotos: Assecom)