quinta-feira, 20 de novembro de 2014

ATENÇÃO ASSOCIADOS!

Àqueles que se sentirem contemplados pela portaria abaixo, a ABM/RN está recebendo os valores em espécie, via consignação, débito automático ou no cartão de crédito. 

Procurem a ABM/RN até o dia 28/11. Após esta data os inadimplentes receberão a notificação extra judicial de cobrança e, sendo o caso, serão formalmente desligados dos quadros de Associados da ABM/RN e/ou contemplados com cobrança judicial.



I TORNEIO JOÃO CÂNDIDO DE FUTSAL, EM COMEMORAÇÃO AOS 15 ANOS DA ABM-RN

                         Com intuito de comemorar os seus 15 anos de lutas em defesa dos diretos dos bombeiros militares, a ABM-RN promoverá no dia 30 deste mês um campeonato de futebol de salão no ginásio do Colégio Maristella. O nome da Copa homenageia o Praça João Cândido, vanguarda na luta por direitos aos Praças no Brasil, liderou em 1910 a Revolta da Chibata e participou da “Rebelião dos Marinheiros”, liderada pela Associação dos Marinheiros e Fuzileiros Navais do Brasil (AMFNB), que surgiu em 1962 lutando pelo direito da classe. Cândido tomou parte na Rebelião, ocorrida no prédio da Associação que é considerada por alguns a versão da década de 60 da revolta da chibata. Foi preso, internado como doente mental, excluído da Marinha de Guerra e Mercante Brasileira.

              Entenda o Movimento: "Em 22 de novembro de 1910 – 6 dias após a punição de 250 chibatadas infligida ao marujo Marcelino Menezes – explodiu a Revolta. Os marinheiros, sob liderança de João Cândido, protestaram contra as condições a que estavam relegados: os baixos salários, a ausência de um plano de carreira e, sobretudo, contra o castigo de impor chicotadas naqueles que cometiam as menores falhas. A punição da chibatada era uma prática herdada da marinha portuguesa e os castigos eram realizados a vista dos demais marinheiros". O que nos faz refletir e traz a importância do resgate de tão longínquo período de lutas é que ele não destoa das nossas atuais demandas, visto que as leis e os tratamentos aos militares não evoluíram conforme a sociedade a ser protegida pelos militares que nela também estão inseridos, basta lembrar que somente neste ano conquistamos o que já era pleiteado naquela época, lógico que em situações e contextos distintos, mas os baixos salários e ausência de um plano de carreira foram demandas conquistadas somente neste ano de 2014, e também através de lutas. A severidade das punições são mantidas até hoje, bem como as prisões administrativas, que hoje é uma das principais demandas de todas as Entidades Representativas do Estado através de um Código de Ética que substitua o atual RDPM que data de 1982 no período dos governos ditatorias no Brasil.

            Por tudo isso, as lutas de outrora são as mesmas de hoje, e com intuito de comemorar a fundação de nossa Associação, que tão bem tem representado os seus sócios durante esses 15 anos, convidamos a todos para esta confraternização, sua presença neste e em todos os eventos promovidos pela Entidade é essencial, pois todos nós somos a ABM-RN. Parabéns a todos os sócios! Participem!



ABM-RN, 15 ANOS DE CONQUISTAS E LUTAS POR DIREITOS AOS BOMBEIROS MILITARES POTIGUARES !

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

ABM/RN participa da Assembleia Geral da Associação Nacional de Praças - ANASPRA

Aconteceu em Brasília neste último final de semana a Assembleia Geral Ordinária da Associação Nacional de Entidades Representativas de Praças Policias Militares e Bombeiros Militares - ANASPRA, para eleição da nova diretoria executiva para o triênio 2014/2017.

Com presença de representantes das cinco regiões, foi escolhida por consenso, a chapa encabeça pelo Sd PM Lotin (SC) como presidente e com representação de todas as delegações presentes na diretoria executiva. O RN manteve o mesmo número de diretorias que ocupou no triênio 2011/2014 sendo o Sgt PM Eliabe (ASSPMBM/RN) o 2º Vice Presidente, o Cb PM Queiroz (ACSPM/RN) Vice Diretor de Recursos Humanos e o Sd BM Maribondo (ABM/RN) como Diretor Regional Nordeste.

Delegação do RN com o Sd Lotin - Presidente Eleito da ANASPRA

Na Assembleia foram lembrados e homenageados ainda, os ausentes por contingências diversas mas que, contribuíram durante o processo de construção da ANASPRA desde 2007 o Cb PM Patrício (DF), Cb PM Jeoás (RN), Sd BM Prisco (BA), Sgt PM Aragão (TO), Sgt PM Soares (SC) e o Cb PM J. Costa (SC).

A ANASPRA participa do Conselho Nacional de Segurança Pública (CONASP) e defende o Praça Policial Militar e Bombeiro Militar de todo o Brasil. Levanta as bandeiras da valorização profissional a partir da gestão qualificada e competente da segurança pública com planos de carreira justos e exequíveis, remuneração digna, regulamento disciplinar avançado sem as sanções cerceadoras da liberdade, regulamentação da carga horária e a desmilitarização das polícias militares e bombeiros militares com a aplicação de um novo modelo de segurança pública.

ABM/RN
Participativa e atuante na luta por valorização profissional

Entidades representativas se reúnem com Comando do CBM/RN - Código de ética

Representantes das entidades representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte participaram, na última quarta-feira, da segunda reunião para tratar da minuta do Código de Ética dos Militares do Estado. A proposta é substituir o Regulamento Disciplinar da Polícia Militar (RDPM).

As conversas ainda acerca da proposta que estava tramitando no Gabinete Civil e retornou para o CBM/RN foram no sentido de contestação à alguns dos dispositivos ali previstos como, a manutenção da detenção e da prisão administrativa enquanto sanções disciplinares, apenas com nova denominação, permanência disciplinar e recolhimento disciplinar, respectivamente, além da possibilidade de "complementação" da sanção com pena pecuniária,


Após a exposição dos motivos de discordância quanto aos dispositivos apresentados, marcou-se nova reunião para o dia 26 de novembro com o propósito de dar prosseguimento aos debates, agora sobre a parte da proposta que versa sobre o rito processual e a análise das instituições sobre a proposta apresentada pelas entidades que tem por base o Código de Ética e Disciplina aplicado aos Policiais Militares e Bombeiros Militares de Minas Gerais que, dentre outras previsões, extingue as sanções cerceadoras de liberdade - detenção e prisão -  do rol de sanções administrativas.

Participaram da reunião o Comandante Geral do CBM/RN, o Subcomandante Geral do CBM/RN, o Oficial responsável pela Comissão Permanente de Ética e Disciplina do CBM/RN (CEPED) e os representantes da Associação de Subtenentes e Sargentos, da Associação de Praças do Seridó e da Associação dos Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte.

ABM/RN
Trabalhando pelo direito do Bombeiro Potiguar.


sexta-feira, 14 de novembro de 2014

ABM/RN visita os Associados de Mossoró

A Diretoria da ABM/RN esteve em Mossoró esta semana. Na quarta, 12/11 e quinta 13/11 Sd Dalchem - Presidente da ABM/RN e o Sd Bezerra – Adm. Financeiro, conversaram com os associados, negociaram convênios e divulgaram as ações da nova gestão ABM/RN.


Na primeira visita da nova diretoria ABM/RN à Mossoró foi levada a informação aos Associados sobre os serviços e convênios que contemplam o efetivo de Mossoró, a extensão de benefícios garantidos aos Associados da APRAM para os Associados ABM/RN e a negociação de novos benefícios como o desconto de 5% com o posto de abastecimento e descontos para atendimento médico.

ABM-RN
Trabalhando pelo bem estar do Bombeiro Potiguar


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

ABM/RN permanentemente em QAP

Passadas as eleições e definido o cenário político que se instala a partir de janeiro de 2015, as expectativas são, se cumpridos os discursos e os compromissos de campanha, de melhora na gestão da Segurança Pública e, em particular no Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte. Sempre atenta à conjuntura político-econômica que se aproxima a ABM/RN aponta algumas das prioridades, na perspectiva de seus associados que somam 70% dos Bombeiros do Estado, que a instituição anseia por serem satisfeitas.

Veja mais em:

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

NOTA DE APOIO AO SD PM TONY

Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte são trabalhadores que, cumprem sua missão institucional, MESMO COM O RISCO DA PRÓPRIA VIDA. As palavras fazem parte do juramento feito pelos Praças quando ingressam nas duas instituições. Entretanto, a lógica é que o trabalho, técnico e qualificado deve minimizar ao máximo o risco a que estes profissionais são submetidos.

Planejamento estratégico, inteligência e atualização permanente nos procedimentos devem, ou pelo menos deveriam ser condutas elementares e basilares no FAZER SEGURANÇA PÚBLICA. Contudo não é essa a prática, não é essa a realidade. A gestão da SEGURANÇA PÚBLICA no Rio Grande do Norte carece de qualificação e competência. A falta de organização, capacidade de gerenciamento, preparo e SERIEDADE contaminam as instituições de SEGURANÇA de maneira violenta e danosa.

O resultado da falta de competência, manifestado na falta de programação a curto, médio e longo prazo para o ingresso de novos policiais ou bombeiros é a FALTA DE EFETIVO para o cumprimento das diversas “missões” que surgem ordinária e não raramente, extraordinariamente que, obediente e disciplinadamente os PM’s e BM’s se propõe a cumprir.

A Lei Complementar 7.754, de 18 de novembro de 1999 estabelece a Diária Operacional para os serviços extraordinários realizados pelos Policiais Militares que VOLUNTARIAMENTE em seu período de folga se inscrevam para os tais serviços extras. O problema é que historicamente tanto a PM quanto o CBM vem escalando seus efetivos COMPULSORIAMENTE, em frontal desrespeito ao disposto em Lei Complementar.

Pode parecer absurdo, mas é a grande verdade. A PMRN e o CBMRN  descumprem a Lei TODAS as vezes que - por causa da inépcia e desorganização administrativa, muitas vezes imposta por Chefes do Executivo que não compreendem a complexidade e a necessidade de uma PM e de um CBM estruturados - compulsoriamente ESCALAM seus efetivos para os serviços extras.

Mas a situação é mais grave ainda. Além de não respeitarem a taxativa previsão legal quanto a VOLUNTARIEDADE, ainda aplicam um verdadeiro CALOTE naqueles que cumprem as escalas extras. O atraso tornou-se hábito desde o ano de 2011. Para que tenhamos todos, ideia de como isso se concretiza, as Diárias Operacionais devidas pelos serviços extras realizados na Copa do Mundo e no Mossoró Cidade Junina (eventos realizados em Junho) ainda não foram pagas. E não se tem qualquer previsão de quando ou se serão pagas.

Somando-se a toda essa tragicomédia de gestão, temos ainda a realidade de falta de estruturação e condição mínima para a realização das malfadadas escalas extras. O caso mais recente e que veio a tona pela coragem e seriedade do Sd PM Tony em protocolar denúncia contra o responsável pela coordenação da operação, o Comandante do 12º Batalhão de Polícia Militar, em Mossoró - ocorreu no primeiro turno das eleições quando este foi COMPULSORIAMENTE escalado para o serviço extra de “guarda de urnas” em local isolado, sem comunicação ou qualquer apoio institucional e teve que ficar 37 horas ininterruptas cumprindo a ORDEM DE SERVIÇO EXTRA.


Mesmo ciente da repercussão de suas ações, da grande chance de se tornar alvo de PERSEGUIÇÕES em seu ambiente de trabalho, o Sd PM Tony que acumula ao seu trabalho regular a missão de Presidir a Associação de Praças de Mossoró e Região – APRAM agiu formal e legalmente com a perspectiva de, a partir da tomada de posição contrária as arbitrariedades culturalmente aceitas e tidas como normais no âmbito da caserna, quebrar mais este paradigma.


Somente com embasamento legal e com seriedade poderemos incutir na cabeça de nossos gestores que, pela nossa missão de fiscais das leis e garantidores da segurança pública, devemos ser os primeiros a cumprir exemplarmente as disposições normativas que regulam nossa sociedade.

Por tudo isso e por identificarmos a atitude do Sd PM Tony como um exemplo a ser seguido por todos aqueles que não concordam com os abusos ainda praticados no âmbito da PM e do CBM, subscrevemos a presente NOTA PÚBLICA DE APOIO manifestando nossa admiração e solidariedade.


ASSOCIAÇÕES REPRESENTATIVAS DE PRAÇAS DA POLÍCIA MILITAR E DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO RIO GRANDE DO NORTE