terça-feira, 26 de julho de 2016

Ataques a bancos, falta de bombeiros, má gestão: entenda por que a lei de organização básica é importante

Nas últimas semanas, as manchetes dos jornais têm destacado o aumento dos índices de violência no Rio Grande do Norte. Não seria para menos. A despeito do esforço realizado pelas instituições militares, a precarização dos órgãos de seguranças, somados à má gestão e legislação ultrapassada contribuem para esse quadro. 

Por isso, é fundamental para o Estado aprovar as Leis de Organização Básica (LOBs) dos Militares, que podem melhorar a organização e o funcionamento dos  da área.

Caixas eletrônicos

Até o dia 12 deste mês, o Estado notificou 45 violações a terminais de autoatendimento ou assaltos a bancos este ano. Foram 24 tentativas e 21 crimes consumados. Os dados, divulgados na edição de domingo do Jornal de Fato, de Mossoró, são da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SESED). As regiões Oeste e Agreste lideram a quantidade de ataques, com nove casos, cada. 

Para as associações de praças potiguares, tais transtornos atingem principalmente municípios com efetivo menor. Em muitos deles, as condições de trabalho são precárias e a quantidade de profissionais de segurança para toda a área não chega a cinco. Currais Novos, por exemplo, considerado um centro sub-regional, não conta com nenhum policial efetivo. 

Encurralada pela violência, a população na cidade protestou em frente à Delegacia de Polícia Civil no último dia 23, devido à morte de um moto-taxista de apenas 20 anos. Os manifestantes queimaram pneus na BR-226.

Em outros locais, houve situações em que a quadrilha conseguiu prender o efetivo dentro do quartel, o que mostra o risco a que os policiais militares estão expostos com a falta de estrutura. Casos como estes poderiam ser resolvidos simplesmente com uma melhor organização da tropa.

“É evidente que a distribuição da PM tem que ser revista. Efetivos pequenos, reduzidos, provocam esse problema, de explosão de caixas, que virou uma rotina. Isso é resultado de um mau planejamento e da falta de efetivo, em que, às vezes, cidades contam apenas com um policial”, declarou o cabo Lira, presidente da Associação de Praças da Polícia Militar da Região Agreste do RN (ASSPRA PM/RN).

Josivan Alves, presidente da Associação dos Praças da Polícia Militar e dos Bombeiros Militares do Seridó (APBMS), reforça: “Facilmente, quadrilhas armadas conseguem render e fazer explosão de caixas etc.”

Faltam bombeiros

A ausência de bombeiros suficientes no Estado é outro ponto negativo quando se trata de segurança pública. Destaque no Jornal Tribuna do Norte, no PortalBO e em blogs locais, o fato é outro quesito a causar preocupação.

Atualmente, o Corpo de Bombeiros conta com 654 homens e quatro mulheres para atender a uma população de mais de 3,2 milhões de pessoas. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda a proporção de um bombeiro para cada mil habitantes. O déficit aqui chega, portanto, a quase 80%. 

Apenas quatro municípios potiguares contam com Corpo de Bombeiros: Natal, Mossoró, Caicó e Pau dos Ferros, mas a legislação vigente determina uma estrutura desses profissionais para toda localidade com mais de 20 mil habitantes. Parnamirim, terceiro maior cidade do RN, tem apenas uma escola, e não um equipamento próprio de tais militares. 

“A necessidade do envio das LOBs à ALRN é urgente, para um melhor planejamento do CB e da PM. A questão do parque eólico, por exemplo. O Estado quer investir nesse tipo de geração de energia, mas há uma dificuldade, porque, naquela área, não existe CB”, ressalta o presidente da Associação dos Bombeiros Militares do RN (ABM/RN), Dalchem Viana. 

Em que ponto está?

As LOBs estão em discussão numa comissão da Secretaria de Segurança Pública, que conta com a presença das associações e das instituições. Uma consultoria mineira presta assistência ao pleito. As leis estão em discussão há mais de um ano e a expectativa é que, no dia 28, a proposta seja apresentada à SESED. No dia 29 ou 30, ela deve ser encaminhada ao governador para o envio à ALRN.

A população potiguar deve estar atenta ao trâmite das novas legislações, que são de importância fundamental para melhorar o quadro da segurança pública no RN.

terça-feira, 19 de julho de 2016

MISSÃO CUMPRIDA! SALVAR!

A partir desta data a ABMRN, como forma de reconhecer e homenagear os bombeiros sócios que exemplarmente cumpriram sua missão perante a sociedade de defender a vida e o patrimônio na sociedade potiguar, mesmo com risco da própria vida, publicará, sempre por ocasião de transferência de algum militar para inatividade, a coluna “Missão Cumprida. Salvar!”     que contará um pouco da história de heróis com mais de 30 anos de serviço prestados que agora irão para reserva usufruir de seu merecido descanso depois de ter doado toda uma vida ativa em prol da segurança dos potiguares.

O homenageado desta vez é o Subtenente OZIEL Barbosa de Moura, Nº 88.488, nascido em 29/06/65, ingressou na instituição em 1988 e atuou em quase todas as funções do Corpo de Bombeiros Militar, sendo exemplo de profissionalismo entre seus colegas, inclusive por seus superiores. Pessoa de bom trato, calmo, educado e sempre disposto a ajudar. O recém-promovido Subtenente Oziel é sinônimo de mansidão, tranquilidade, companheirismo, e acima de tudo, de um excelente profissional. O Sub Oziel atua hoje no Salvamento Aquático, como guarda-vidas. A assessoria da ABMRN entrevistou o Subtenente, confira:

Qual a ocorrência que mais marcou sua carreira no Corpo de Bombeiros Militar?

            “Eu estava na praia dos artistas no dia 12 de outubro de 2012, dias das crianças, praia lotada, a maré estava começando a secar e as ondas estavam grandes. Quando vi dois jovens se afogando num canal, estava sozinho e mesmo assim consegui salvar ambos, retirei-os juntos do mar. Fiquei muito cansado, mas feliz por salvar essas vidas.”

Qual mensagem o Sr. deixa aos que permanecem na ativa?

“Executem seu serviço com qualidade, respeito, cumprindo corretamente seus horários. Sempre trabalhei até a última ocorrência, mesmo que passasse o horário, estava sempre disposto a todo serviço sem reclamar, dei o meus melhor, cem por cento, dentro do meu limite. É preciso disciplina e rigor no cumprimento da missão.”

No que a ABMRN contribuiu para o seu crescimento dentro da Corporação?

“A ABMRN me representa, se fosse esperar somente pelos governos não teria tantas vitórias, como por exemplo, promoções. Sou muito grato aos esforços dos que passaram e os que estão na ABM pelo bem e evolução do Corpo de Bombeiros. São responsáveis por eu conseguir grandes vitórias como bombeiro militar.”

Subtenente Oziel, à esquerda da foto, comandando a formatura matinal do Serviço de Salvamento Aquático.


quinta-feira, 30 de junho de 2016

EM ASSEMBLEIA, POLICIAIS E BOMBEIROS FAZEM ATO DE REPÚDIO CONTRA PERSEGUIÇÕES E MARCAM MANIFESTAÇÃO



As perseguições aos presidentes das associações e o modo de condução da Operação Intocáveis preocupam os policiais e bombeiros militares do Rio Grande do Norte. Em assembleia realizada nessa quarta-feira (29) no Clube Tiradentes, em Natal, eles se posicionaram contrariamente a ambos os fatos, cuja maneira de execução consideram inapropriadas.

Na oportunidade, os militares fizeram um ato de repúdio contra o que consideram um assédio moral aos dirigentes e marcaram uma manifestação em frente à governadoria no dia 7 de julho com o fim de reivindicar as demandas debatidas.

Além do ato de repúdio e da decisão pelo protesto em frente à sede do Executivo, os bombeiros e policiais discutiram, na assembleia, a previdência dos policiais, a Lei de Organização Básica (LOB), a realização de concurso público para oficiais e praças, a reestruturação do Estatuto e Código de Ética, o pagamento dos níveis remuneratórios.

Também se deliberou sobre o pagamento dos retroativos referentes à Lei de Promoção de Praças, de dezembro de 2015 e abril deste ano.

PERSEGUIÇÕES

Para as categorias, os comandos exercem uma perseguição contra os dirigentes das associações de policiais e bombeiros, o que gera preocupação entre os profissionais.

Dalchem Viana, presidente da Associação dos Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte (ABM/RN), responde, por exemplo, a três processos disciplinares em função de sua luta por melhores condições de trabalho e pelo respeito às conquistas adquiridas. “Isso caracteriza perseguição”, denunciou o Sd Tony, presidente da APRAM.

INTOCÁVEIS

A Intocáveis é, do mesmo modo, um dos pontos de desaprovação entre os militares. Deflagrada no dia 22 deste mês, a operação resultou na prisão de cinco policiais e um agente civil, acusados de integrar grupos de extermínio. Para os presidentes, as investigações devem, sim, ocorrer, porém há questionamentos quanto ao modo de execução do procedimento, considerado algumas vezes “humilhante” para alguns policiais.

DELIBERAÇÕES

Depois de postos à discussão todas essas demandas, ao final da assembleia, decidiu-se pelo encaminhamento imediato da LOB e da Emenda proposta de alteração da previdência à Assembleia Legislativa do RN, através do Governo, e pela luta que diz respeito à implantação, também imediata, dos níveis remuneratórios e pelo pagamento dos retroativos. As associações também querem marcar uma audiência com o governador para tratar das denúncias, das perseguições e de todas as demandas debatidas.

Assessoria de imprensa ABMRN.












terça-feira, 21 de junho de 2016

EM REUNIÃO COM SECRETÁRIOS, ASSOCIAÇÕES COBRAM DEMANDAS IMPORTANTES PARA CATEGORIAS

Na sexta-fera (17), as associações de praças reuniram-se com o general Lundgren, Secretário de Segurança Pública e da Defesa Social, e com Tatiana Mendes Cunha, Secretária-Chefe do Gabinete Civil. Nos encontros, as entidades cobraram andamento para temas importantes para as categorias.
O general Lundgren assegurou que vai marcar uma reunião com o Governador Robinson Faria para a entrega da Lei de Organização Básica (LOB). Também anotou as demandas e os processos dos pagamentos dos promovidos e do retroativo, prometendo agilizá-los. Quanto às diárias operacionais, os representantes do governo e das categorias concordaram que sua solução será possível se lançada uma forma de controle e pagamento pela secretaria.
Com o secretário, as associações debateram ainda a questão dos concursos: enquanto o do Corpo de Bombeiros Miliares do Rio Grande do Norte (CBM/RN) está mais adiantado e o da Polícia Militar está tramitando, o da Polícia Civil caminha de forma mais lenta.
O titular da Sesed reconheceu a postura críticas das entidades, a quem prometeu diálogo. Também foi encaminhado um projeto de lei que garante uma só data de ingresso nas instituições, o que permite que quem está dentro delas não fique sob os limites previstos nos artigos 10 e 11 do Estatuto.
Por sua vez, com a Secretária-Chefe do Gabinete Civil, os representantes das categorias expuseram a necessidade da participação nas decisões a respeito da LOB. Há duas propostas na comissão que trata do assunto na Assembleia Legislativa do RN (ALRN): uma da Associação dos Bombeiros Militares do RN (ABM/RN) e outra dos oficiais do CBM/RN. O caso é diferente daquele visto na PM, no qual já se chegou a um consenso sobre as demandas.
Foi encaminhada uma minuta a ambos os secretários sobre a forma de ingresso no Curso de Formação dos Oficiais (CFO). O documento permite que militares que já ingressaram na instituição possam participar do concurso sem o limite de idade hoje previsto. Solícita, a secretária disse que vai iniciar um processo administrativo com consulta do general Lundgren para posterior envio à ALRN.
Além disso, Tatiana se prontificou a acompanhar do processo dos pagamentos dos promovidos em abril, para agilizar os pagamentos.



quarta-feira, 15 de junho de 2016

ASSOCIAÇÕES APOIAM LANÇAMENTO DA PRÉ-CANDIDATURA DO SUBTENENTE ELIABE A VEREADOR DE NATAL

Aconteceu ontem, dia 14, às 18h, no Clube Atlântico, o lançamento da pré-candidatura do Subtenente Eliabe à Vereador de Natal,

Na oportunidade, todos os presidentes de associações de Praças e Oficiais, além do presidente do Solidariedade, Deputado Estadual Kelps Lima, de externar em algumas palavras a importância desse momento para a categoria PM e CBM.

Pela primeira vez, todas as entidades representativas de Oficiais e Praças  concentram seus esforços em um projeto da categoria.Não se tratando de um nome específico. Mas, de um Projeto da categoria.

O nome do Subtenente Eliabe, presidente da ASSPMBMRN,  foi escolhido como porta-voz da categoria na Câmara Municipal de Natal e para liderar o projeto político da categoria que reúne todas as entidades representativas numa coalisão inédita no movimento de lutas de Policiais e Bombeiros Mitares do RN.

A  escolha é decorrente da postura do Sub Eliabe,  de liderança, firmeza, honradez e honestidade ao longo de 20 anos de lutas pela categoria. O presidente da ABMRN ressalta ainda que " o projeto político das associações, apesar de reprimido por muito tempo por interesses individuais, finalmente começa a acontecer, mas para que se concretize é importante que nas eleições cada policial e bombeiro militar seja além de eleitor, militante".

Confira as fotos do evento:


Fotos: Raquel Saldanha
















































: