quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Em nota, associações de militares manifestam "surpresa e insatisfação" com exoneração do Cel. Azevedo do Comando-Geral da PM

As associações representativas de praças da Polícia Militar e Corpo de Bombeiro do Rio Grande do Norte vêm por meio desta manifestar surpresa e insatisfação ante a exoneração no último dia 14 do Comandante Geral da PMRN, Coronel Azevedo, oficial que trabalhava diuturnamente para melhorar a instituição e a segurança da população potiguar.

Entendemos que a alteração no comando não reflete como resposta plausível à escalada de violência que assola nosso estado. Ao contrário, passa a falsa sensação de que o caos na segurança pública é culpa da Polícia Militar, apequenando e isolando a instituição que, mesmo sem as condições devidas, permanece firme no combate ao crime.

Falta de efetivo, coletes vencidos, viaturas insuficientes, falta de custeio para manutenção da frota existente, salários atrasados, pagamento de promoções atrasados, pagamento dos níveis do subsídio atrasados, diárias operacionais defasadas e atrasadas, descumprimento de acordo pactuado em 14 de fevereiro. Estas são algumas das sérias dificuldades enfrentadas pela polícia militar e que certamente comprometem o serviço prestado à população do RN.

Ao Coronel Azevedo, agradecemos pelo diálogo estabelecido com as praças durante seu comando, ao passo em que reconhecemos seu esforço, compromisso e dedicação na busca por uma segurança pública melhor para profissionais e população do Rio Grande do Norte.

Assessoria de Comunicação


domingo, 13 de agosto de 2017

ABM parabeniza os papais bombeiros

O Dia dos Pais é uma data especial. Mais ainda para aquelas famílias em que a profissão do pai é a do bombeiro militar.

Atividade que exige naturalmente coragem, tem sua carga de tensão elevada com os constantes desafios impostos pela falta de infraestrutura para o trabalho e de valorização profissional.

Apesar disso, o bombeiro consegue burlar essas dificuldades para constituir grandes famílias. A Associação dos Bombeiros do RN possui diversos pai exemplares, como o soldado Flávio. Para o bombeiro, faz-se essencial ensinar valores básicos aos filhos, num momento como o de hoje, de muitas mudanças. 

“Os desafios de criar os filhos no mundo de mudanças nos pedem uma presença por nossas lições diárias, com ensinamentos básicos. Desenvolver as potencialidades, mesmo seja corrigido de forma enérgica, sem medo de errar, porque a vida não irá aliviar. Cabe a nós os ensinamentos básicos sobre as lições da vida: respeito, valores morais, educação e conviver com os outros em harmonia e paz”, declarou, que recebeu uma linda homenagem de uma de suas filhas neste domingo, em que ela elogiava justamente esses valores.

O subtenente Moura disse que muitas comentam as dificuldades financeiras de se criar um filho. Mas, segundo o bombeiro, houve momentos mais duros e, mesmo neles, foi possível enfrentar os percalços com muita luta e muita fé. “Só tenho que agradecer a Deus em primeiro lugar e a nossa associação pelas conquistas de lutas que têm nos proporcionado melhores dias a nós, aos nossos filhos e as nossas famílias”.

Por isso, neste domingo, a ABMRN parabeniza a todos os papais bombeiros pela coragem de enfrentar os desafios do cotidiano para, juntamente com suas famílias, construir um Estado e uma sociedade mais justa e melhor para todos.

Assessoria de Comunicação ABMRN



sábado, 12 de agosto de 2017

Governo quer terceirizar atividade de bombeiros; ABM é contra

O Governo do Estado enviou à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, no último dia 8, um projeto de lei para contratação temporária de soldados e engenheiros do Corpo de Bombeiros.

Tendo como justificativa o reforço do efetivo a curto prazo, a proposta, pelas lacunas apresentadas, pode ser vista como uma forma de terceirizar essas atividades. Por isso, a Associação de Bombeiros do RN se posiciona contrariamente ao PL.

A mensagem enviada ao parlamento não prevê, por exemplo, o limite de contratações. Além disso, abre a possibilidade de contratação de engenheiros por até dois anos de forma simplificada, o que demanda um acompanhamento do Ministério Público para verificar o preenchimento regular dessas vagas.

Para piorar, os tetos remuneratórios estabelecidos têm fragilidade jurídica no texto normativo, que não trata de piso.

É preciso destacar que o projeto representa um perigoso precedente de terceirização das Forças e Segurança do Estado. A questão leva à sociedade potiguar grande risco, tendo em vista a necessidade de trabalho qualificado numa área tão importante como a Segurança Pública.

A ausência de um amplo debate sobre o projeto é outro ponto que merece severas críticas. Antes de submeter a proposta a Assembleia, o Governo e o Comando-Geral do Corpo de Bombeiros não deliberaram sobre ela com a população, tampouco com as categorias interessadas.

Sabe-se da necessidade da contratação de bombeiros em todo o Estado, e da urgência dessa contratação, mas com concurso público regular, com reorganização do efetivo, principalmente com a sanção da Lei de Organização Básica, e com segurança jurídica.

Aprovar propostas sem apoio popular e com vínculos precários em nada soluciona as demandas da área, demonstra, ao contrário, falta de planejamento na gestão do Executivo, que tem, no seu Gabinete, diversos pleitos e sugestões de soluções mais viáveis.

Outro ponto questionável se refere à contração de engenheiros. Ora, recentemente o Governo sancionou o Código de Segurança contra Incêndio e Pânico, que permite aprovação de projetos de segurança por bombeiros qualificados para isso, os que passam por curso interno.

Desnecessária, portanto, a contratação de engenheiros, mais ainda nas condições expostas, que, acima de tudo, evidencia o choque entre as duas medidas, altamente contraditórias, embora tomadas pela mesma gestão.

Em razão de todo o exposto, a ABMRN reforça sua posição contrária à mensagem e ao PL enviado e demanda por uma solução mais prudente, com maior participação da sociedade.

Assessoria de Comunicação ABMRN

Foto: Demis Roussos/Tribuna do Norte

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Presidente da ABMRN promove apresentação sobre carreira única

O presidente da Associação dos Bombeiros do RN, Dalchem Viana, vai realizar uma apresentação sobre carreira única no 11º Congresso de Gestão Pública do Rio Grande do Norte (CONGESP).

Criado em 2007, o Congesp deste ano vai ocorrer entre os dia 30 e 31 de agosto e 1º de setembro na Escola de Governo Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales.

Aprovado para o evento, o trabalho “Adoção da Carreira Única: viabilidade de adoção e impactos em mudanças estruturais na Segurança Pública do RN” vai ser apresentado em palestra por Dalchem em conjunto com Sandra Cristina Gomes.

Com o propósito de garantir condições de ascensão funcional para policiais e bombeiros, o projeto de carreira única já foi, inclusive, debatido no âmbito da Assembleia Legislativa do RN. 

Como se baseia no merecimento e na conduta profissional para promover as ascensões, a proposta valoriza gestores com mais experiência operacional e fortalece valores éticos e disciplinares nos militares. 

Dessa forma, vai ser possível, por exemplo, que, cumpridos tais requisitos, um soldado chegue a coronel por meio de seu esforço profissional. 

Atualmente, há quatro Estados com propostas de carreira única: Acre, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Maranhão, cujas iniciativas legislativas são dos respectivos governos estaduais.

Para a ABMRN e outras associações de militares, o projeto é de fundamental importância para a valorização profissional.

Assessoria de Comunicação ABMRN

Presidente da ABMRN, Dalchem Viana
(Foto: Alex Regis/Tribuna do Norte)

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Governo negocia empréstimo para atualizar folha

O Governo do Estado divulgou estar em negociação com a Caixa Econômico Federal e o Banco do Brasil para solicitar empréstimo, com o propósito de atualizar o pagamento da folha de pessoal, em atraso desde janeiro de 2016.

Publicadas na edição desta terça-feira (8) do jornal Tribuna do Norte, as informações demonstram tentativa de atendimento das pautas apresentadas pelo Fórum dos Servidores do RN, do qual as associações de praças participam.

No último dia 26, representantes dos servidores estiveram reunidos com o Governo. Dentre as demandas da pauta, constava justamente o atraso no pagamento dos salários.

Confira a matéria da TN AQUI.

Foto: Divulgação/Facebook

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Fórum de Segurança Pública do RN quer auditoria e ajuda federal para combater criminalidade

O Fórum de Segurança Pública do Rio Grande do Norte – entidade que reúne instituições de segurança pública do estado – fará nesta quinta-feira (3), ao comandante geral da Polícia Militar, a entrega de um pedido formal para que o governo do estado solicite, ao governo federal, ajuda para combater a criminalidade. A devolução de agentes da segurança cedidos a órgãos administrativos também está na pauta.

A entrega do pedido, que reúne uma série de propostas que buscam melhorias na segurança, está marcada para as 15h no gabinete do coronel André Azevedo, comandante geral da PM. O documento foi elaborado em conjunto com a Comissão de Segurança Pública e de Política Carcerária da Ordem dos Advogados do Brasil no RN.

Somente este ano, mais de 1.400 pessoas já foram assassinadas em território potiguar – um aumento de mais de 23% com relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados do próprio estado.

O que se quer, segundo representantes do fórum, é um emprego mais ostensivo dos agentes de segurança nas ruas. Seja pela Força Nacional – que se encontra na capital potiguar desde as rebeliões que ocorreram em janeiro na penitenciária de Alcaçuz – ou o mais importante: devolução de policiais que foram desviados de suas funções originais.


Fonte: G1 RN.

Tropas da Força Nacional em Natal em janeiro deste ano 
(Foto: Ítalo Di Lucena/Inter TV Cabugi)