quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

ABM-RN na luta pela PEC 300/446

Dia 16 de fevereiro estivemos visitando os gabinetes dos Deputados Federais na luta pela aprovação do nosso Piso Salarial Nacional.

O dia foi marcado pelas lutas sindicais a favor da votação do salário mínimo acima do proposto pelo governo. Várias entidades sindicais estiveram presentes nas mobilizações no Congresso Nacional. Com isso ficou prejudicada a nossa intenção de visitar parlamentares do nosso Estado.

O Deputado Federal Rogério Marinho disse que pode votar a favor, mas não concorda que aumentar salário dos militares estaduais possa trazer benefício para a sociedade. Ainda disse que é contra a greve, citando como exemplo os professores do município de Natal. E é a favor da militarização do serviço de saúde, citando como exemplo o Rio de Janeiro.

Em seguida estivemos com o Deputado Federal Mendonça Prado que ao longo do ano do último mandato, discursou em plenário várias vezes em prol da categoria militar, foi relator da PEC 300 na Comissão de Constituição e Justiça, da Comissão Especial que redigiu o texto, proferiu palestras e participou de várias caminhadas em diversos Estados brasileiros.

“Percebo que é grande o desejo dos parlamentares de ver instituído no nosso país um sistema em que o Governo Federal possa compartilhar com Estados a responsabilidade em relação à segurança pública. Lá no meu estado de Sergipe, graças à mobilização dos policiais militares, em especial, o Sargento Vieira, o Sargento Edgar, o Coronel Péricles e o Capitão Samuel, aconteceu uma conquista extraordinária. Nós podemos dizer que tudo ocorreu em função da luta e da mobilização dos policiais militares e bombeiros. Mas é importante que essas conquistas beneficiem também os militares em outros Estados do nosso país”, afirmou Mendonça. Por Izys Moreira - Assessoria de Imprensa

Veja a matéria postada no Blog do Deputado Mendonça Prado



4 comentários:

  1. APESAR DE SER ASSOCIADO, NAO VEJO A ABM SE MEXER DA FORMA QUE DEVERIA. PERDEMOS A "BOLSA ENGANAÇÃO" E NAO HA MOVIMENTAÇÃO ALGUMA SOBRE O CASO. PARECE ATE QUE ELA NUNCA EXISTIU...
    A TROPA GOSTARIA DE INFORMÇOES E ESTA DISPOSTA A MOVIMENTAR-SE EM PROL DE MELHORIAS...
    A INSATISFAÇÃO E GERAL E TEM AUMENTADO A CADA DIA.
    EM VEZ DE HAVER VARIAS "ASSOCIAÇOES", DEVERIA EXISTIR SÓ UMA, POIS AI SIM, TERIA FORÇA DE REPRESENTAÇÃO, A EXEMPLO DO PARANA.

    ResponderExcluir
  2. O nobre associado está enganado, a ABM-RN tem representação nacional está filiada a ANASPRA.
    ANASPRA faz parte do CONASP. E aqui em Natal estamos com o Forum de Entidades (FEME-RN) que é a União das forças para lutar por objetivos comuns.
    Neste últimos anos encaminhamos o Estatuto e o Código de Ética que estava a 8 anos para ser elaborado. Estamos discutindo o Subsídio que será pago aos Militares do RN.
    Agora vamos precisar da força dos associados quando estivermos lutando pelas nossas causas, ficar em casa enquanto uns poucos vão em busca de melhorias não é ser inteligente. E outra coisa venha até a ABM-RN e opine, dê sugestões, participe estamos abertos a qualquer diálogo. A Associação é dos Sócios nos que estamos na Diretoria apenas estamos administrando o que é de todos.

    ResponderExcluir
  3. COMO ASSOCIADO, VEJO A MOVIMENTAÇÃO SOLITÁRIA DOS NOBRES COLEGAS À FRENTE DESTA ASSOCIAÇÃO, E CONSIDERO INVERÍDICA A AFIRMAÇÃO DO COLEGA ASSOCIADO QUE SE MANTÉM NO ANONIMATO NESTE BLOG.BEM COMO MUITO PROVAVELMENTE NAS REUNIÕES DA ABM RN, OPORTUNO SALIENTAR QUE NAS ÚLTIMAS REUNIÕES O NÚMERO DE SÓCIOS NÃO ULTRAPASSA 1% DE TODOS OS ASSOCIADOS; A MOBILIZAÇÃO COMEÇA PELO ASSOCIADO NOBRE COLEGA, PORTANTO LHE CONVIDO A SAIR DESTE COMODISMO QUE A INTERNET POR HORA NOS PROPORCIONA,E A PARTICIPAR DAS ASSEMBLÉIAS E REUNIÕES PARA EXPOR SUAS SUGESTÕES QUE IRÃO ENOBRECER NOSSOS DEBATES E FORTALECER NOSSA ASSOCIAÇÃO, EU DISSE NOSSA ABM-RN.

    ResponderExcluir
  4. Quem acha que a associação esta acomodada em relação a PEC e tambem em relação a bolsa esta enganado e este militar poderia ser mais ativo nas causas militares pois termos somente a associação luntando por nossas causas é pouco teriamos que ser mais unidos e brigarmos junto e não criticamos o que não sabemos.

    ResponderExcluir